Olá! seja bem-vindo(a) ao blog do CEI Adolfo Artmann!

Este espaço é muito especial para todos que fazem parte do CEI Adolfo Artmann: crianças, funcionários, famílias.

Nele guardamos trabalhos pedagógicos que tem marcado significativamente a vida de professores e crianças; nossas conquistas, nosso aprendizado como grupo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Obrigado pela sua visita! Esperamos que goste!

19.7.10

Festa Julina 2010!!!





Mesmo com muita chuva e frio lá fora,  no "arraiá" preparado no varandão do CEI Adolfo Artmann nossa festa caipira foi muito animada!
Confira a Quadrilha, outras danças e muita comilança!



 Bola na Boca do Caipira


Lembranças da Torcida do Brasil na Copa 2010

Mesmo que o Brasil não foi campeão nesta copa, temos lindas lembranças para curtir!
Vamos recordar!

Berçário II

1º Período
Equipe que apresentou a dança da música da Copa para as crianças!


                                               Maternal A      

Musicalização no Maternal B - 1º semestre de 2010

"Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes"
Rubem Alves: "A Alegria de Ensinar"

Nas rodas de cantigas, as crianças já começavam a manifestar preferência por algumas canções.  A turma interessou-se muito pelas canções com onomatopéias, como sons dos objetos da cozinha ou dos animais, nas músicas da “Cozinha da Mamãe” e “O Bode Espirrou”. Devido a este interesse era possível avançar para outras áreas do conhecimento, outras linguagens, como Arte e Movimento. A bandinha rítmica foi introduzidas às atividades de musicalização a partir do dia 26/03: foram trabalhados os cuidados no manuseio e com o volume do som produzido. Combinamos sinais para forte/fraco e silêncio, que passaram a ser utilizados nas demais ocasiões relacionadas a musicalização. Além de explorar os instrumentos na roda de canções, alguns jogos de acuidade auditiva também foram realizados utilizando estes instrumentos, como descobrir a direção do som de olhos vendados, ou descobrir qual foi o instrumento que tocou, através da percepção do timbre.
As crianças também tiveram contato com outros instrumentos, além da bandinha: pau-de-chuva, flautas e teclado.  O som do pau-de-chuva foi relacionado pelas crianças a fenômenos da natureza, como o vento, a chuva e o mar. Com as flautas (doce e Tim vistle) as crianças conseguiram perceber diferenças de timbre em instrumentos semelhantes e observaram que a força do sopro interfere no volume do som. O teclado ofereceu contato com uma variedade maior de sons, por reproduzir timbres de outros instrumentos e possibilidades de ritmos e foi explorado livremente.
Histórias cantadas como “João e Maria” e “Agora Vou Passear” foram muito apreciadas pelo grupo, que solicitava semanalmente a repetição destas vivências.
O que mais se destacou na turma do Maternal II em relação ao trabalho de Musicalização foi a exploração dos instrumentos: as crianças demonstraram muita curiosidade em saber do que eram feitos os instrumentos, o que tem dentro do chocalho e com é feito o tambor. A partir desta curiosidade surgiu a oportunidade de confeccionar instrumentos e, para isto, estamos utilizando recursos que a natureza oferece e também algumas sucatas. No final do 1º semestre pintamos catutus e estamos escolhendo materiais que produzem sons interessantes para preenchermos os chocalhos. O trabalho terá continuidade no 2º semestre.
Pintura dos chocalhos

Preenchendo com grãos


16.7.10

Musicalização no Maternal A - 1º semestre de 2010


As atividades relacionadas ao projeto “Sons das Idéias” iniciaram em março. As primeiras rodas cantadas nesta turma, tiveram como tema os animais das histórias ouvidas: Dona Aranha, Borboletinha e outras canções que já eram conhecidas pelo grupo de crianças, que gostava de escolher o que queria cantar. As canções que chamaram mais atenção: “Cachorrinho Bingo ”; “Na Cozinha da Mamãe”, “Jacaré”, “Pipoca” e muitas outras. Aos poucos foram sendo introduzidos gestos e dinâmicas de movimento às canções, o que oportunizou o desenvolvimento de outras linguagens simultaneamente. A partir de 11/03 a bandinha rítmica foi introduzida em algumas atividades musicais: as crianças observaram qual era a melhor maneira de tocar os instrumentos sem danificá-los. Perceberam que seu som pode agredir os ouvidos quando os instrumentos são tocados com força, mas que pode ser agradável, se tocados de maneira suave. Este aprendizado é gradual e, portanto, deve ser relembrado a cada vez que a bandinha é utilizada.
Além de tocar os instrumentos na roda de canções, alguns jogos de acuidade auditiva também foram realizados utilizando estes instrumentos, como descobrir a direção do som de olhos vendados, ou descobrir qual foi o instrumento que tocou, através da percepção do timbre. As crianças também tiveram contato com outros instrumentos, além da bandinha: flautas, pau-de-chuva e teclado.
Ouviram e descobriram do que eram os sons diversos reproduzidos em áudio, como buzina, trem, helicóptero, porta abrindo, palmas, sons de animais. Apreciaram e desenvolveram o brinquedo-cantado ‘Teresinha de Jesus’ e pequenos jogos musicais, como “Pirulito Que Bate-Bate” e “Eu Te Vejo...”
O que se destaca na turma do Maternal A é a vontade de cantar. É um grupo que deixa-se envolver pelas histórias e músicas, cantando e fazendo gestos com muito gosto, com ou sem o acompanhamento do violão. As crianças apreciam muito a interpretação dos personagens com a variação das vozes, como na música da Dona Aranha, imitando a voz do Papai Aranha e até do Filhinho Aranha. Observa-se que o trabalho com a musicalização tem colaborado muito na consciência fonológica, na ampliação do vocabulário e principalmente na memorização.


12.7.10

Musicalização no Berçário II - 1º semestre de 2010


As atividades relacionadas ao projeto “Sons das Idéias” iniciaram em março, com a introdução de um momento de canções ao som de violão na rotina da turma. Na medida que iam aprendendo as canções, algumas crianças acompanhavam batendo palmas e dançando. Logo já começaram a tentar organizar rodinhas, dando as mãos e imitando gestos nas canções com dinâmicas de movimento. Quando era anunciado o momento da roda de canções, uma criança já trazia a bolsa com o violão para perto de onde o grupo estava se concentrando. Algumas músicas chamaram mais a atenção do grupo de crianças e sobre elas, trabalhamos também outras linguagens, relacionando com histórias ou atividades artísticas, como “Na Cozinha da Mamãe”, com a atividade de colagem e desenho sobre a panelinha. Ao final de março a bandinha rítmica foi introduzida em algumas atividades; trabalhamos o cuidado com os instrumentos que são frágeis e a intensidade ideal para serem tocados. Este trabalho deve ser retomado e seu aprendizado é gradual.
As crianças tiveram contato com outros instrumentos, além da bandinha: flautas, pau-de-chuva e teclado. As canções que chamaram mais atenção, além das canções de roda (folclore), são aquelas associadas a movimentos: “Bicicleta”, “Pipoca”, “Os Cavalos”, “Eu Te Vejo, Eu Te Vejo...” e outras. Também ouviram sons diversos reproduzidos em áudio, como buzina, trem, helicóptero, porta abrindo, palmas, sons de animais.
Em junho e julho já cantam junto as canções mais conhecidas, com muita vontade. Em alguns momentos também querem tocar violão e fazem isto de frente para a professora, que segura o instrumento e vai mudando os acordes com a mão esquerda. Já é perceptível a internalização do ritmo, pois boa parte das crianças já bate nas cordas de acordo com a pulsação da música que cantam. A música está dentro da gente!
Nas últimas semanas do semestre também dançaram muito com as bonecas e bichos de pelúcia dispostos na sala. Pediam “Boi-Boi” e buscavam os brinquedos, embalando no colo ou fazendo rodinhas, segurando nas mãozinhas das bonecas e bichinhos.
Jacqueline Elise Koch
(professora volante)
A Música na Brincadeira... e a Brincadeira na Música!

A Relação com o Instrumento Musical

Musicalização no Berçário I - 1º Semestre de 2010

O projeto anual "Sons das Ideias" vem sendo trabalhado com as turmas de Berçário I, Berçário II, Maternal A e Maternal B. As atividades musicais específicas deste projeto ocorrem uma vez por semana, com a professora volante.


      As atividades relacionadas ao projeto “Sons das Idéias” iniciaram na segunda semana do período de adaptação, com o objetivo de tornar o ambiente mais acolhedor e despertar a curiosidade dos bebês. Os bebês não estranharam quando o violão foi trazido para o espaço de estimulação e reagiam com curiosidade, manifestada na aproximação e desejo de manipulá-lo. Sorrisos e palmas tornaram-se gradualmente mais freqüentes pelos bebês, em nossos momentos de cantigas.
         Em março, começamos a buscar outras alternativas para propor vivências com sons, a partir de objetos da cozinha: colheres, tampas e panelas, que foram dispostas na sala de estimulação. Aos poucos os bebês se aproximavam e descobriram várias possibilidades de explorar os materiais, principalmente, batendo um objeto no outro e sorriam enquanto produziam vigorosos sons. Alguns dias depois os móbiles foram substituídos por chocalhos de sucatas que, sempre manipulados pelos bebês. Mais ao final do semestre, garrafas pet com tinta colorida, canudinhos, água e pequenos objetos coloridos também foram dispostos. Enquanto exploravam o material, além de estimulação na área  viso-motora, também ouviam os nomes das cores e dos objetos nos interiores das garrafas. Alguns instrumentos da bandinha rítmica foram dispostos e os bebês observaram como são usados para acompanhar as canções. Aos poucos, vão percebendo que os objetos ao sem redor não são extensão de seu corpo e que também podem ser manuseados pelos colegas: começam a vivenciar o que é compartilhar!
Os bebês tiveram contato com outros instrumentos, além da bandinha: flautas, pau-de-chuva e teclado. As canções que chamaram mais atenção: “Palminhas, Palminhas, nós vamos bater...”; “Na Cozinha da Mamãe”, canções de roda (folclore) e sobre animais. Também ouviram sons diversos reproduzidos em áudio, como buzina, trem, helicóptero, porta abrindo, palmas, sons de animais.
Ao final do semestre, a presença do violão na sala de estimulação, desperta balanços e palmas. Já não é o objeto em si que chama a atenção dos bebês para ser manipulado com tanta frequencia como na fase da descoberta, no início do ano. Quando tocado, faz com que os bebês se aproximem, desperta sorrisos, palminhas e suas canções já fazem os pequeninos dançarem e até embalarem bonecas. Ele já tem um significado especial: traz a alegria da música!
        Jacqueline Elise Koch
(professora volante)




Click to play this Smilebox scrapbook: Musicalização Berçário I
Create your own scrapbook - Powered by Smilebox
This digital scrapbook created with Smilebox